Páginas

20 de ago de 2009

VASELINA: A SABEDORIA SOBRE O SEU USO...


Um homem com cara de brabo entra numa farmácia e vai logo pedindo:
- Eu quero um pote de vaselina.
O farmacêutico vai ao depósito, traz um frasco e entrega ao cliente.
O cara abre o pote, cheira, sente a textura e reclama:
- Mas que porcaria é essa? Essa vaselina é fedorenta e muito seca! Você
não tem uma vaselina de melhor qualidade, não?
O farmacêutico retorna ao depósito e volta com outra marca de vaselina na
mão, dizendo:
-Essa aqui é um pouco mais cara, mas é da boa!
O cara faz o mesmo ritual: abre o pote, cheira, sente a textura e ainda
reclama:
-Essa aqui é muito pouco oleosa, eu quero a melhor vaselina que você
tiver, entendeu? É para comer um cú, ouviu?
O farmacêutico volta ao depósito e traz uma nova embalagem:
- Essa é a melhor que existe! Só que vou avisando, prepare o bolso, pois
essa custa R$120,00 o pote. É importada da Inglaterra!
O cara bate a mão no balcão e grita:
- Foda-se o preço! Eu pedi uma vaselina de primeira linha!
O homem cheira o pote, experimenta a viscosidade com os dedos e aprova.
-Agora sim... Essa cheira bem. E olha essa textura, ótima, vou levar!
Ele paga os R$ 120,00 e se manda todo sorridente.

Um velhinho que esperava sua vez de ser atendido e assistiu à discussão
entre os dois, diz, sem pestanejar:
-Alguém vai comer este cara hoje...
O farmacêutico retruca:
- Que é isso meu senhor, o homem com aquela cara de mau? Ele quer é
impressionar algum mulherão!

O velho, mostrando, toda sua experiência adquirida ao longo dos anos,
rebate com um tom de filósofo:
- Não, meu filho..., ninguém toma tanto cuidado assim com o cú dos outros.*

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Veja também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...