Páginas

29 de mar de 2010

Formigas-pote de mel


Quando você pensa que já viu tudo no mundo dos insetos, surge uma informação diferente de nos deixa de queixo caído!
Existem algumas espécies de formigas que são chamadas de “formiga-pote de mel”. A princípio parece estranho, mas elas apenas tem uma maneira bem diferente de guardar comida.

Moradoras de locais de clima desérticos, algumas formigas vivem como potes de mel, literalmente. Após as chuvas, as plantas do deserto (chamadas efêmeras, por só surgirem em período chuvoso) produzem uma rica quantidade de néctar e as formigas precisam acumular o bom alimento suficiente, sem desperdício para sobreviverem em tempos secos.



Pasmem, algumas operárias são escolhidas como “reservatório” de néctar e são alimentadas por outras formigas até que se abdome acumule de forma que inche de forma impressionante, até não consigam mais se mover. Em alguns casos, podem alcançar o tamanho de uma uva!



Depois de estarem completamente inchadas com o mel, elas prendem suas garras no teto do formigueiro subterrâneo, onde se comportam como recipientes reservatórios de comida. Durante os tempos secos, quando o suprimento alimentar do deserto acaba de vez, suas companheiras retornam para a colônia e um simples movimento em suas antenas já é o sinal para que regurgitem o conteúdo armazenado e todo o formigueiro se alimenta com o mel.



Pensa que elas morrem? De jeito nenhum, elas acabam voltando ao corpinho esbelto que tinham antes do processo. Isso que eu chamo de “efeito sanfona”. Consegue imaginar?



A escolha dos membros da comunidade que serão “honeypot”, é simples: aquelas operárias que possuem o corpo mais robusto são as escolhidas. Em todo o mundo, existem grupos diferentes destas formigas que podem ser dos gêneros Myrmecocystus, Camponotus, Melophorus, entre outros!



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Veja também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...