Páginas

12 de jun de 2010

Funeral tibetano: Outra maneira de ver a morte


Esta cerimônia de funeral tibetano,  é uma das maneiras que os tibetanos tradicionalmente usam para retornar seus entes queridos ao pó da terra.


Esse tipo de funeral está intimamente relacionado com o budismo, que acredita em reencarnação, dizem que o espírito deixa o morto no momento da morte, e também os corpos deveriam servir de alimento para as aves de rapina e os abutres sagrados.

A exceção vale somente para os mortos enterrados com menos de 18 anos, mulheres grávidas e aquelas que ocorreram de qualquer doença infecciosa. Os outros são entregues nos picos de altas montanhas para as aves de carniça. Os abutres são responsáveis por destruir o corpo, deixando apenas os ossos.

Quando alguém morre, os parentes passam três dias rezando e cantando. Em seguida, a cargo do ritual, com uma faca afiada, cortam a carne e os músculos do falecido antes de deixar os urubus comerem.

Em poucos minutos ele desaparece, deixando apenas os ossos espalhados. Os vestígios são recolhidos e, em uma rocha, com machado e faca, são triturados e misturados com farinha chamado "tsampa". Esta mistura é também dada aos abutres.

As fotos são bastante fortes, olhem para eles com atenção.







































30 comentários:

  1. Poha, me deu meio que vontade de vomitar... mas não por nojo, nem nada disso, foi uma sensação "diferente" =x

    ResponderExcluir
  2. e me fala uma coisa, e esse pessoal tem cara de tibetano, ou budista...ahh vai se fude, põe qq coisa ai e a negada acredita ainda.

    ResponderExcluir
  3. Isso é o processo de desova de corpos que o narcotrafico colombiano mata.
    "informação é tudo"

    ResponderExcluir
  4. Quero virar comida de passaro qndu eu morrer ...KKKKKKKKKKKK

    ResponderExcluir
  5. @Anônimo e Rodrigo:Pesquisem no google sobre rituais fúnebres tibetanos.
    As críticas só valem alguma coisa quando tem algum sentido.Vcs dois tão falando besteira...

    ResponderExcluir
  6. Eutedigo - Também tive a mesma sensação.
    @Anonimo e Rdrigo: Quando duvidarem de alguma informação, usem o Google. As culturas são muito diferentes em alguns países.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  7. Carai nunca vi tanto nego imbecil que comenta sobre um assunto que não sabe e isso realmente é um ritual tibetano pq primeiro lá é impossivel de se cavar uma cova pois so tem pedras e eles são contra o crematorio, pesquisem, leiam,apendam e criem uma opinião formada antes de criticar a pessoa que criou o post.
    Tem uma rede enormer de pesquisa e não sabem nem se informar, que vergonha.
    Belo post parabéns você pelo menos se preocupa em dar cultura a alguns.
    novamente parabéns.

    Nexus

    ResponderExcluir
  8. Pois é Gustavo e Nexus. As vezes se preocupar com curiosidades baseadas em cultura é complicado. Um abraço.

    ResponderExcluir
  9. Cara! Isso não é um funeral! Estão alimentando urubus... =|

    ResponderExcluir
  10. Porque raios o cadáver ta com as mão amarradas..isso ta parecendo desova de um corpo ..

    ResponderExcluir
  11. Acredito eu esse ser o modo mais sensato de prestar a ultima homenagem, oferecendo alimento aos animais, é um processo natural, aquilo é só um corpo, quem critica é quem realmente desconhece o modo de enxergar o mundo do ponto de vista budista

    ResponderExcluir
  12. Eu não vejo diferença entre o corpo ser comido por urubus ou vermes. Só não teria coragem para incorporar o "Dexter" e fatiar o sujeito.

    ResponderExcluir
  13. vei... ainda bem que nasci no brasil...

    ResponderExcluir
  14. Faltou falar q quando um abutre morre no tibet os seus familiares o depenam, fervem com arroz e dão pros humanos comerem.
    A palavra "canja" em tibetano quer dizer "funeral do passarão"

    ResponderExcluir
  15. Para os tibetanos “Os abutres são sagrados porque obedecem à primeira lei cármica budista: não se alimentam de um ser vivo”.

    ResponderExcluir
  16. Quanto a canja: A canja é originária da China onde é chamada Congee. O congee é consumido em quase todos os países asiáticos. É interessante que o congee chinês, ou asiático em geral, pode levar muitos ingredientes diferentes e inclusivamente é frequentemente tomado ao pequeno-almoço. No entanto, a variante mais tradicional é precisamente o congee de galinha, quase idêntico à canja portuguesa, e que além disso é também utilizado no período de convalescença de doenças, exactamente como em Portugal.
    É muito provável que a canja tenha sido trazida da China devido precisamente às suas propriedades reconfortantes e medicinais. No congee mais comum, o arroz é cozido durante horas até que se dissolva totalmente na água de cozer, resultando uma papa. Mas existem muitas variantes regionais que se distinguem não só pela consistência mais ou menos firme do arroz, mas também pela quantidade de água que levam, podendo ser uma sopa líquida ou uma papa grossa, e pelos outros ingredientes acrescentados ao arroz.

    ResponderExcluir
  17. Isso tá parecendo mais é ocultação de cadaver.

    ResponderExcluir
  18. bandu de otario q naum sabem q falam

    esse é um ritual até bn conhecido dos tibetanos

    eles acreditam que o corpo so serve pr abrigu da alma

    e nuam ten serventia após a morte

    PESKISEM ANTES DE FALAR MERDA!!

    ResponderExcluir
  19. ahhh minha nossa, que lokura kkk

    ResponderExcluir
  20. ja vi um animal sendo esfoleado vivo e jogado no alcol....isso é tradição... dexa os cara...mas pohh@...vc ve jogo e da risada.. o cara tava rindo ou fudido de tristeza???

    ResponderExcluir
  21. HAHAHAHAHAHAHHA!!!!!!!! Ri pra caralho do "funeral do passarão".
    Seria ótimo se no ocidente nós déssemos um fim tão útil quanto esse aos corpos daqueles que morreram.
    Acho engraçada a reação das pessoas frente à cultura de outros países. Pra eles deve ser absurdo "plantar" o morto e ficar cultuando-o depois disso. A única coisa que eu concordei dos comentários foi a parte de ter coragem de "picar" o corpo...

    ResponderExcluir
  22. É muito estranho para nós que estamos acostumados com nossos rituais funebres, porem como vemos em alguns tipos de alimetação no oriente, tais como ratos,gafanhotos e vermes, temos ai um outro tipo de nos livrarmos da futura carne em decomposição, cada um faça do seu jeito.

    ResponderExcluir
  23. HAHAHAHAHAHAHHA!!!!!!!! Ri pra caralho do "funeral do passarão". +1

    ResponderExcluir
  24. só não entendi o porquê do corpo amarrado...

    ResponderExcluir
  25. pior foi o anonimo ali falando "ja vi um animal sendo esfoleado vivo e jogado no alcol....isso é tradição... dexa os cara."

    meu, isso é tradição??? só se for da tua família!!! maltratar animais É CRIME!
    Se tu vir algo assim, tem q chamar as autoridades!!!! Absurdo o que eu tenho que ler.

    Muito bom o post, adorei o blog!!!!

    ResponderExcluir
  26. PORRA..O CORPO AMARRADO FOI PARA FACILITAR O TRANSPORTE ..SEUS BURROS!!

    ResponderExcluir
  27. Cada lugar tem sua cultura, isso eh logico, e o q levou a isso eh bem complicado de se definir, mas o q realmente me intrigou foi o q q o Jack Chan ta fazendo nas fotos

    ResponderExcluir
  28. "PORRA..O CORPO AMARRADO FOI PARA FACILITAR O TRANSPORTE ..SEUS BURROS!!"

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk os caras acham que o difunto veio abraçadinho com o cara da moto.. gente ignorante é assim.. não pesquisa, não olha as fotos com atenção... outros que só entram pra falar que "FAKE" ... resumo= isso é a maldida inclusão digital!!!

    ResponderExcluir

Veja também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...